terça-feira, 19 de julho de 2016

Canada Day - Julho/2016

Claudia, Gabriel e Mariana chegaram em Montreal na madrugada do dia 29/6. Foi uma noite cansativa, mas muito feliz pois nossa familia estava unida novamente. Nos dias 29 e 30 eles ficaram mais por casa mesmo durante o dia. Aa noite fomos em algumas lojas e supermercados para abastecer melhor a casa.


O bom foi que no dia 1/7 foi o feriado do Canada Day, feriadao logo de cara e pudemos passar juntos um dia bem legal e cheio de simbolismo. Isaque queria trazer Mei para conhecer melhor a West Island, especialmente nossa cidade, Beaconsfield, e tambem combinou com Manteiga e Belle de eles virem para o nosso lado.

Demos uma volta por Beaconsfield mas fomos em direcao de Pointe Claire, onde haveria tambem uma festinha no parque que fica do lado da escola onde as criancas deveriam estudar (depois explico essa). Iamos parar somente para comer em Pointe Claire e depois voltar para o parque de Beaconsfield mas estava bem legal por la e fomos ficando.

O dia estava bonito, com um solzinho, o parque ficava na beira do Lac St-Louis, que nada mais eh do que uma parte mais larga do Rio Saint-Laurent (ou Sao Lourenco) ao sul da Ilha de Montreal. O parque Borgeau fica ao lado da escola Marguerite-Bourgeoys formando um conjunto ainda com o moinho de Pointe Claire, a Igreja de Sao Joaquim, o Pointe Claire Yacht Club e o Pointe Claire Hermitage Park. O lago com varios barcos, uma regata acontecendo, nada demais, mas ajudava a fazer o clima.

Festinha simples mas bem organizada, com brinquedos inflaveis para as criancas, shows de Zumba e infantil, barraquinhas com pintura de rosto, barraca de agua, barraquinhas com comida (Domino's Pizza, hamburger, cheeseburger, cachorro-quente, beaver tail). Detalhe, fora a comida, era tudo de graca. Pagamos para comprar umas garrafinhas, tipo squeeze, mas se tivessemos levado as nossas seria de graca. A policia se fazia presente mais como uma forma de reforcar os lacos com a comunidade, tinha tambem um posto medico e ambulancia de prontidao. Mesinhas espalhadas pelo gramado e uma estacao de lixo reciclavel com orientacao de como separar o lixo reciclado do organico e do nao reciclavel.


video

As criancas se esbaldaram, Mari fez logo amizade com Louise (filha de Manteiga) e Gabriel, alias, os dois, foram incontaveis vezes nos brinquedos inflaveis. Precisa nem dizer que era tudo organizado, com fila respeitada e com orientacao de voluntarios.


Na hora de ir embora ganhamos um belo banho de chuva gelada para aprender a prestar mais atencao no tempo...hehehehe

Acho que a frase que melhor explica o dia foi extraida da sabedoria do Mestre Isaque: "Por mais que a gente explique, nao da. So vivendo isso aqui para entender".

Um comentário:

  1. Muito bom Bola, infelizmente aqui (no Brasil) estamos privados de realmente "entender". Manoel

    ResponderExcluir